Search

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Primeiro episódio de House of Cards é disponibilizado gratuitamente para não assinantes


Da assessoria da Netflix... divulguem para os amigos:

Netflix oferece o 1º episódio de House of Cards gratuitamente para não assinantes por um mês

Série original aguardada e aclamada pela crítica, estrelando Kevin Spacey, Robin Wright e Kate Mara, estreia hoje em todos as regiões onde a Netflix opera

(Beverly Hills, CA, USA – 1º de fevereiro de 2013) – A Netflix disponibilizará gratuitamente a todas as pessoas do Brasil e da América Latina o primeiro episódio da tão esperada série “House of Cards” por um mês, a partir de 1º de fevereiro, no endereço netflix.com/houseofcards.

“A equipe criativa responsável pela produção criou uma narrativa contundente, em 13 episódios, e temos muito orgulho em apresentar a série aos assinantes da Netflix", disse Ted Sarandos, chief content officer da Netflix.  “Com o primeiro episódio gratuito, mesmo para não assinantes, estamos abrindo as portas desse mundo fascinante e temos certeza que as pessoas desejarão mais.”

Os assinantes atuais da Netflix agora podem assistir a todos os 13 episódios da primeira temporada da série em todas as regiões em que a Netflix está disponível – Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Irlanda, América Latina e países nórdicos.

Do diretor David Fincher (“Millenium - Os homens que não amavam as mulheres”, “A rede social”), responsável pela direção dos dois primeiros episódios, do premiado roteirista e indicado ao Oscar® Beau Willimon (“Farragut North”, “Tudo pelo poder”) e do vencedor do Oscar® Eric Roth (“Forrest Gump - O contador de histórias”, “Munique”), “House of Cards” é baseada na minissérie homônima da BBC. Esta instigante série política estrelada por Kevin Spacey, Robin Wright e Kate Mara penetra nos corredores obscuros da ganância, do sexo, do amor e da corrupção que reinam na moderna Washington D.C.

A série, que explora o poder, a ambição e o estilo de vida americano, gira ao redor de Francis Underwood (Spacey), líder do partido majoritário da câmara dos deputados. Underwood é um mestre da política – habilidoso, astuto, carismático e implacável. Tanto ele quanto sua ambiciosa esposa Claire (Wright) não têm escrúpulos para alcançar seus objetivos. Além de Spacey, Wright e Mara, a série apresenta Corey Stoll (“Meia-noite em Paris”), Kristen Connolly (“O segredo da cabana”), Michael Kelly (“Os agentes do destino”) e Sakina Jaffrey (“Três vezes amor”).

“House of Cards” tem como produtores executivos Fincher, Willimon, Joshua Donen, Eric Roth, Spacey, Dana Brunetti, Andrew Davies, Michael Dobbs e John Melfi. A série é produzida por Donen/Fincher/Roth e pela Trigger Street Productions, Inc. juntamente com a Media Rights Capital para a Netflix.


Sobre a Netflix:

 A Netflix é líder em TV por internet no mundo, com mais de 30 milhões de assinantes em 40 países assistindo a mais de um bilhão de horas de séries de TV e filmes todos os meses, incluindo séries originais. Por um baixo preço mensal, os assinantes da Netflix podem assistir ao que quiserem, quando quiserem, onde quiserem, em praticamente todos os aparelhos conectados à Internet. Os assinantes Netflix podem assistir, pausar e voltar a assistir aos títulos, tudo isso sem comerciais e sem compromisso. Outras séries originais da Netflix a serem lançadas em breve incluem o mistério "Hemlock Grove", de Eli Roth, a quarta temporada da aclamada comédia “Arrested Development - Caindo na real”, a série “Orange is the New Black”, de Jenji Kohan, estrelada por Taylor Schilling, Laura Prepon e Jason Biggs, o drama cômico de Ricky Gervais - “Derek” e a segunda temporada de “Lilyhammer”, estrelada por Steven Van Zandt. Saiba mais sobre como a Netflix (NASDAQ: NFLX) é pioneira na TV por internet em www.netflix.com ou siga a Netflix no Facebook e Twitter.

7 comentários :

  1. imdb 8.8/10 netflix(brasil) 2/5...

    É isso, o povo aqui prefere bbb,parangolé e novela das 8, acho que por um seriado inteligente com tema de politicagem norte-americana não é exatamente o que o povo quer por aqui.

    Afinal, por que eu ia perder meu tempo vendo e aprendendo sobe a política deles se tenho coisas mais interessantes como, mandar torpedo pra zezinho no "paredão" ser "eliminado".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, deve ter algo errado, a média tá em 4,5 lá...
      Média de 44.675 classificações:
      4,5 estrelas

      Excluir
    2. A que importa é a geral, que aparece embaixo. A classificação pra você é um palpite da Netflix pro que ela "acha" que você vai pensar da série, baseada em outras classificações que você fez

      Excluir
  2. Acontece que o brasileiro deveria estar mais preocupado com a politicagem do próprio quintal ao invés de se preocupar com a politicagem dos outros países.
    Da forma como você colocou Joaohrm, quem assistiria uma série dessas seria tão alienado (além disso hipócrita) quanto quem perde tempo assistindo bbb.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tah, ver uma série inteligente com conteúdo diferente do que temos no brasil é ser alienado...

      nem preciso continuar né

      Excluir
  3. As pessoas confundem intretenimento com alienação; BBB, séries de filmes, globo esporte e etc, tudo isso é diversão, não há problema algum em se divertir, soltar a mente, o problema é ficar radicalmente focado só no "setor" da diversão, bem como o contrário também é verdadeiro, caso a pessoa só pense em estudo ou trabalho, esquecendo-se que a vida tem seu lado lúdico, mágico e divertido, assim, em qualquer desses pólos, do estudioso ou do divertido, poderemos encontrar "alienados" (o alienado do pólo social e o alienado do pólo intelectual), o segredo está na temperança.

    Abraços.

    ResponderExcluir