Search

domingo, 16 de fevereiro de 2014

O que acontece quando House of Cards fica disponível


O novo mundo da internet é muito geek.

Eu passei algum tempo na Sala de Guerra da Netflix ontem, quando a companhia lançou a nova temporada de sua arrasadora série House of Cards. A Sala de Guerra é uma sala de conferência com uma mesa enorme no centro. E conforme nos aproximamos da meia noite, vários engenheiros estavam escondidos atrás de seus laptops.

Jeremy Edberg, Arquiteto de Confiabilidade da Netflix, era um deles.

"Quando o relógio bate as 12, a primeira coisa que vou fazer é olhar pro painel e ver se tem alguém assistindo à série," disse Edberg.

Se ninguém está assistindo a House of Cards, significa que temos um problema. Ao contrário da TV tradicional, as pessoas usam centenas de aparelhos diferentes para ficarem online. E, na noite passada, os engenheiros tinham que garantir que House of Cards rodaria em cada um deles.

"Provavelmente temos por aqui um X-Box, um Playstation, um Nintendo, aparelhos da Apple e algumas TVs diferentes de nossos parceiros fabricantes", disse Edberg.

Os engenheiros podem falar, em tempo real, quantas pessoas estão assistindo ao programa nesses aparelhos, onde eles estão, e quem está binging (assistindo a um episódio atrás do outro). Edberg disse que quando foi lançada a primeira temporada, os engenheiros perceberam que ela tinha mais ou menos 13 horas de duração.

"E procuramos pra verificar se alguém estava terminando naquela quantidade de tempo," disse Edberg. "E havia uma pessoa que terminou só três minutos mais tarde do que há de conteúdo. Então, basicamente, um intervalo de três minutos em 13 horas de programa."

É exatamente isso, de seus quarenta milhões de assinantes ao redor do mundo, a Netflix conseguiu encontrar um super binger. O porta-voz da Netflix Joris Evers disse que sabem tudo sobre seus hábitos.

"Nós monitoramos o que você assiste, de quanto em quanto tempo você assiste," disse Evers. "Um filme termina com um final feliz, qual é o nível de romance, qual é o nível de violência, é um filme cerebral ou é leve e engraçado?"

Evers disse que a Netflix usa esses dados para decidir qual programa original deve comprar.

"House of Cards foi obviamente uma grande aposta da Netflix", disse Joris. "Mas foi uma aposta calculada porque nós sabíamos que os assinantes gostam de dramas políticos, dramas serializados. Que eram fãs de Kevin Spacey, que gostavam de David Fincher." (Leia mais sobre isso aqui.)

A manobra da Netflix em programação original se trata totalmente de roubar espectadores de outras companhias de conteúdo, especialmente a HBO, disse Brad Adgate, um analista da Horizon Media.

Ele diz que a Netflix tem mais assinantes que a HBO, mas quando se trata de fazer dinheiro, a Netflix é o Davi para o Golias da HBO. Mas Adgates diz que a Netflix tem um estilingue:
"Eu acho que no momento a Netflix tem vantagem competitiva sobre a HBO por causa de sua capacidade de análise de dados", disse Adgate.

Redes como a HBO ainda dependem, em grande parte, em empresas terceirizadas como a Nielsen (Ibope). Mas a informação que a Netflix obtém é muito mais texturizada, granular e valiosa.

"E eu acredito que é praí que a televisão e o modelo de streaming estão se voltando - mas eu acredito que o streaming tem a vantagem" disse Adgate. Isso dito, ele adicionou, é uma questão de tempo até a HBO e outros canais premium alcançarem os concorrentes.

Traduzido e adaptado de Marketplace.org

Leia mais: É necessária uma sala de guerra para lançar uma nova série da Netflix

2 comentários :

  1. Putz, acabei de assistir toda a segunda temporada. Me sinto órfão já de House of Cards! Agora é esperar por Orange is the New Black!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na metade da temporada e adorando, muito boa!

      Excluir