Search

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Verizon pode estar limitando o tráfego da Netflix nos EUA


Depois de uma decisão de uma corte norte-americana derrubando a regra que obriga os provedores a respeitarem a Neutralidade da Internet (leia mais aqui), um usuário do serviço, nos EUA, identificou uma limitação de tráfego anormal em alguns dos sites que visitava.

O usuário, um texano David Raphael, detectou que o acesso aos serviços da Amazon e da Netflix estavam muito abaixo do esperado para sua conexão de 75 Mbps. O acesso a outros sites e serviços estava normal. Um representante da Verizon teria confirmado, via chat, que a provedora estava limitando o tráfego a determinados websites e serviços na internet, protegida pela nova legislação.

Apesar do ceticismo quanto ao que o atendente escreveu em um chat, uma grande quantidade de testes revelou que aparentemente a Verizon estava mesmo, pelo menos naquele momento, limitando o tráfego para a Netflix e a Amazon. A Verizon nega que esteja se utilizando do chamado traffic shaping  (priorizar um website em detrimento de outros) e disse que o representante estava mal informado. A provedora culpa a própria Netflix e seu grande uso de banda pelas velocidades lentas que os usuários frequentemente detectam.

Está havendo uma tentativa bipartidária no congresso norte-americano para reerguer as regras que obrigam a Neutralidade. Certamente o jogo de interesses é grande e a briga está longe de terminar entre os gigantes. De um lado, as provedoras e companhias de telefone; do outro, os gigantes da internet, como Google, Facebook, Amazon e Netflix. E os usuários, primariamente interessados, podem pouco fazer fora assistir e torcer.

Fonte: The Inquirer.

2 comentários :

  1. Aqui no Brasil, pelo menos aqui na minha região, a NET faz traffic shapping descaradamente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também uso net e já tive essa impressão muitas vezes :(

      Excluir