Search

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Estrelas dizem que não irão repetir papéis em Unbreakable Kimmy Schmidt

Jane e Ellie em Kimmy Schmidt

Quando foi noticiado que Tina Fey e Robert Carlock estavam trabalhando em uma série estrelada por Jane Krakowski e Ellie Kemper - Unbreakable Kimmy Schmidt - todos os fãs de comédias da NBC ficaram animados. Jenna Maroney de 30 Rock e Erin de The Office, juntando forças com Tina Fey, caramba, isso vai ser bom. A série, que estreia no dia 6 de março na Netflix, gira em torno de uma mulher, Kimmy Schmidt - Kemper - que acabou de ser resgatada de um culto subterrâneo apocalíptico depois de 15 anos, e então decide tentar a vida em Nova Iorque. A inocência de Kimmy é óbvia, mas sua tenacidade e resiliência são um toque diferente, algo que Kemper diz contrastar com os papéis que já fez.

Se você lembrar de The Office, Kemper era uma recepcionista um tanto lesada - Erin - com um coração de ouro, e as similaridades entre Kimmy e Erin são fáceis de notar. "As duas são meio bobas", diz Kemper. "Eu diria que Kimmy tem uma resiliência e tenacidade que Erin não tinha no mesmo nível, por causa das circunstâncias por que passou.". As circunstâncias, é claro, foram ser mantida em um culto subterrâneo por 15 anos, enquanto acreditava que o mundo como conhecemos não existia mais. Erin, de The Office, cresceu de lar adotivo em lar adotivo, mas The Office raramente falou do assunto por haver muitos personagens no programa.


"Eu não acredito que você se recupera disso, que você não consegue sobreviver a algo como isso, a não ser que tiver uma feracidade e um coração forte.", diz Kemper sobre Kimmy Schmidt. A força que ela cita é evidente na determinação que Kimmy demonstra ao ficar em NY, apesar de várias dificuldades que aparecem nos primeiros episódios - e com certeza nos seguintes.


Mas a personagem de Kemper não é a única personalidade familiar que as pessoas podem reconhecer ao assistir o programa. Depois de decidir ficar na cidade, Kimmy trabalha com Jacqueline Voohrees - Jane Krakowski - que é muito rica e de gostos caros, uma combinação muitas vezes complicada em Nova Iorque. A personagem soa parecida com a maravilhosamente escrita Jenna Maroney, de 30 Rock, uma personagem também criada na mente de Tina Fey, e levada à perfeição pela própria Krakowski.

"Me aproximei das personagens de maneira diferente", disse Kroakowski. "Um dia Tina resolveu se abrir comigo e dizer, 'Bem, Jenna era uma pessoa horrível - o que foi algo estranho de aprender depois de cinco temporadas - mas Jacqueline, em seu coração, não é'".

Você vai poder assistir a Ellie e Jane em  Unbreakable Kimmy Schmidt na Netflix, 6 de março.

Traduzido e adaptado do Bustle.

Nenhum comentário :

Postar um comentário