Search

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Saem primeiras resenhas de Sense8


Está chegando a hora da estreia de Sense8, série dos irmãos Wachowskis, de Matrix, juntamente com J. Straczynski, de Babylon 5, exclusiva da Netflix.  A atração ficará disponível na sexta, mas alguns sites já tiveram acesso aos primeiros episódios - e as resenhas estão boas.

O site RogerHerbert.com afirmou que, apesar de que o programa certamente não irá agradar a todos, é um trabalho interessante de comunicação emocional e sensorial. "Mesmo se você considerar que a série é um 'fascinante tiro que não acerta o alvo', é disso que a Netflix precisa: empurrar os limites do que esperamos deles."

O review da Time.com vai pela mesma linha, explicando que "as conexões entre as histórias paralelas são mais interessantes que as histórias propriamente ditas", e o melhor de Sense8 é explorar essas conexões com formas inovadoras de contar uma história. Mas assim como na resenha anterior, deixa um aviso: "o quanto você irá gostar de Sense8 dependerá de quanto quiser experienciar a história ao invés de entendê-la."

Veja aqui outras noticias e trailers de Sense8.


6 comentários :

  1. só da viadagem nassa bosta. Nao gostei serie sem sentido muito embolado a meio de campo.

    ResponderExcluir
  2. Que discriminação!!! Muita gente tem esqueletos no armário e esquecem isso e homofobia é crime.
    Bom, mas, vamos ao que interessa e não a pessoas sem noção...
    Sense 8 é pura adrenalina, adorei e não vejo a hora de ver a segunda temporada!
    As habilidades de cada um, e a união entre pessoas diferentes e de tantas partes do Mundo...bom sou fã de carteirinha da Netflix...e assim como adorei O Demolidor, gostei do Sense 8...para pessoas sem noção, e sem Q.I. é dificil de entender mesmo...

    Vou aproveitar a deixar e tb não me identificar Anônimo s/QI

    ResponderExcluir
  3. É uma série muito boa. Inteligente em certos aspectos e burra em outros. Um misto entre experimental e ativismo combinada com a formula clássica (1. herói americano branco salva todos, 2. organização secreta os persegue sem motivo, etc) parte de politicamente correto como a visão de conexão dos seres e exploração LGBT.
    Tirando os clichês e os contextos sexuais forçados é uma série excepcional com direção imagem e ação muito boa onde gosto muito da exploração da vida separada de cada personagem contextualizado com sua realidade e cenas de ação ótimas (quando acontecem) com pontos de grande conteúdo no texto.
    Recomendo.

    ResponderExcluir
  4. Sim, agora quem não gosta de viadagem é burro? Tipo, a série praticamente enfia homossexualidade goela abaixo. Não pela homossexualidade em si, mas pelas cenas de sexo. É praticamente só isso que passa, gays e lésbicas se comendo o tempo todo. PQP. O conceito da série é muito interessante, mas se tivesse menos cenas assim seria uma série muito boa.

    ResponderExcluir
  5. Fotografia fantastica, alguns estereótipos, cenas tórridas de sexo homossexual e beijinhos entre os heterossexuais. Podiam nos poupar desta. Mas que esperar de uma diretora transexual perturbada ? ( Lana ex-Laurence Wachoski) Escolheu viados autenticos, uma transsexual de verdade e uma lesbica de verdade para os referidos papeis.Na cena que mais expressa esta visão perturbada do sexo , o ator mexicano chama sua primeira felação com o namorado de experiencia sagrada.......

    ResponderExcluir
  6. O apelo GLS que o Larry "Lana" Wachoski empurra goela abaixo, estraga a série.

    Sense8 é uma série bem produzida, com uma premissa interessante, voltada para o público GLS.

    Como hetero não gostei da série.


    ResponderExcluir