Search

sábado, 7 de novembro de 2015

Filho de Pablo Escobar critica Narcos


Autor da biografia Pablo Escobar - Meu Pai, lançada no Brasil em junho com boas críticas, Sebastián Marroquín, alcunha que usa para evitar o inferno que se tornou carregar no RG o mesmo nome do pai, acaba de ver a série Narcos, do canal Netflix, com muitas ressalvas. Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, ele fez sérias acusações aos produtores, ao diretor José Padilha e critica o ator que interpreta seu pai, Wagner Moura.

– Aquilo é um insulto à história da Colômbia e às milhares de famílias de vítimas do narcotráfico. Eles deveriam, primeiro, incluir capítulos para mostrar como a DEA (agência antidrogas dos estados Unidos) cobrava de meu pai impostos para permitir que a cocaína entrasse nos EUA através do Aeroporto Internacional de Miami.

A Netflix informou que não se pronunciaria sobre as declarações. Neste momento, a segunda temporada de Narcos está em fase de gravação, sem data de estreia. Já o diretor José Padilha respondeu às acusações:


– Tivemos muitas propostas de "consultoria remunerada" por familiares e "amigos" de Escobar. Todas apresentadas a nós como bem intencionadas, mas sempre buscando remuneração. Algo do tipo: sei o que aconteceu com Pablo. Quanto você me paga para eu te contar?

Marroquín rebate:

– E Padilha crê que estamos no tempo da escravidão? Quer que a gente trabalhe de graça para ele?

Sobre o conteúdo da série, o diretor explica que a DEA foi consultada, que tinha todas as transcrições das gravações interceptadas de Pablo.

– Não achamos que os filhos de Pablo tivessem plena consciência do que se passava com seu pai. Além disso, as informações de diferentes familiares não batiam umas com as outras – garante Padilha.

Marroquín voltou a responder:

– O único que não tem consciência da história é o próprio Padilha. Por acaso ele é familiar de Pablo para conhecê-lo melhor que seus filhos?

O diretor rebateu:

– A série mostra Pablo como o facínora que era, autor de atos de terrorismo contra inocentes. Na segunda temporada, veremos o que acontece com gente que pratica crimes como ele. Será que mesmo assim vai ter gente que acha que o crime compensa? Trata-se de uma crítica risível. Me pergunto se ela existiria caso estivéssemos pagando por "informações" secretas!

Mas Marroquín seguiu reclamando:


– Onde está a autorização para que um ator me representasse? Onde está?

Veja o trecho da entrevista de Marroquin ao Estado de SP onde são feitas as críticas:

Narcos deturpa a história ou faz emendas que os diretores chamam de liberdade poética para suas narrativas?

Não há nada de poético, mas de político. Quando eu soube que a Netflix faria uma série sobre meu pai, me ofereci para lhes dar acesso a toda a história, mas eles não quiseram.

E que dano você acha que ela pode provocar?

Um projeto como esse instala nos jovens o desejo de serem traficantes. A ação de meu pai é toda glamourizada, parece sempre que é muito bom ser traficante, que eles são cheios de poder, dinheiro, armas, mulheres, propriedades. Meu pai nunca sofre, sempre está bem. Nunca o vemos chorar.

Como foi ver Wagner Moura interpretando o seu pai?

Eu não o reconheço como meu pai. O sotaque e a caracterização não o ajudaram. Mas como poderiam interpretar fielmente Pablo Escobar se ignoraram a colaboração de seu filho?

Você pensa em processar a Netflix?

Fico pensando se é melhor lutar ou viver. Muito provavelmente, viver. Mas, se sobrar tempo e dinheiro, vou discutir legalmente as mentiras que eles estão publicando. Colocaram um ator que atende por meu nome sem pedirem autorização. Meu pai morreu, mas eu e minha família estamos vivos. Se acham que podem "chutar cachorro morto", então vão ter que matar mais três: eu, minha mãe e minha irmã.



13 comentários :

  1. Fico pensando que nessa entrevista ele ficou bravo por não ter recebido $$$ mais por qualquer coisa

    ResponderExcluir
  2. A MÃE E A AVÔ FORAM CUMPLICES... Ele não foi por ser jovem... Mas agora quer lucrar em cima...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade um criminoso querendo dinheiro e falando como se o pai dele fosse um herói saudador dos pobres, o pai de foi um demônio.

      Excluir
  3. Idiotas que falam que ele quer lucrar em cima . Logico que ele tem que lucrar e passa os fatos verdadeiros ou vcs acham q Padilha e a netflix nao estao lucrando

    ResponderExcluir
  4. Perfeito comentário. Obviamente o DEA recebia também. Nada é por acaso. DEA, Escobar, todos nós... Simples fantoches.

    ResponderExcluir
  5. Nada tendenciosa essa entrevista, não eh... pela amor.
    Não eh de hoje que tentam "queimar" as produções da Netflix.

    ResponderExcluir
  6. Não conheço nenhuma obra, baseada em fatos reais, que seja totalmente fiel ou sem a polêmica dos envolvidos.

    ResponderExcluir
  7. A corrupcao esta em todos os meios da sociedade, ninguem consegue ganhar tanto como Escobar ganhou sem ter apoio do governo e de apoio de pessoas ligadas ao governo, seja pelo DEA ou pelo governo colombiano, se realmente querem acreditar que o DEA nao foi corrupto, alguem diz porque nao se abaca com o trafico nas comunidades do Rio de Janeiro, e muito dinheiro envolvido e todo mundo quer um pouco.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Filho do demônio querendo se aparecer, vai trabalhar, historia da Colômbia este debilmente deve achar que o pai dele foi boa gente, só se foi historia de terror da Colômbia. Parece aqueles brasileiros idiotas idolatrando o Lampião que era outro demônio.

    ResponderExcluir
  10. que se dane as criticas , que se dane que nao esta sendo fiel a historia original, quer algo real entao saia na rua e nao fique em casa vendo tv, que se dane o sotaque do wagner moura,sei que a serie é top e podem fazer 10 temporadas q vejo todas! quanto mais criticam mais o ibope da serie cresce , e quem nao viu esta perdendo..

    ResponderExcluir
  11. Resumindo a ópera: Netflix cria um projeto sobre Juan Pablo Escobar; aparecerem parentes do traficante dispostos a ajudar com a devida renumeração; Netflix rejeitou a ajuda e buscou outros métodos; o filho fica com raiva do Netflix e começa o mimimi.

    Ele só quer aparecer. Tá tentando ganhar dinheiro de algum modo.

    ResponderExcluir