Search

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Netflix terá anime original baseado no mangá "Blame!"


A Netflix anunciou que os criadores de "Knights of Sidonia", primeiro anime original da empresa, irão trabalhar em um novo projeto. Será o anime "Blame!", baseado no mangá de mesmo nome, publicado originalmente entre 1997 e 2003.

"Blame!" será um filme ambientado em um futuro distópico, no qual a humanidade foi dizimada por uma doença genética e Killy, o protagonista, sai em busca de um ser humano geneticamente puro. "A Cidade", lugar onde vivem os habitantes, é dividida entre humanos, transhumanos e ciborgues violentos chamados de "Criaturas de Silício". Confira o teaser:


"Blame!" estreia em 2017.

5 comentários :

  1. Espero que venha dublado, os últimos dois originais não vinheram. Como é dos mesmos produtores de Sindonia acredito que deva vim.
    Eu não tenho muito problema em assitir em japa, mas acho mais gostoso assitir animes com uma boa dublagem em português.

    ResponderExcluir
  2. Sabe se vai ter terceira temporada de Sidonia? ou quando estreia?

    ResponderExcluir
  3. Esses analfa que fica pedindo série dublada e foda . A pior coisa que inventaram foi a dublagem de conteúdo.

    ResponderExcluir
  4. Não acho a dublagem a pior coisa, muito pelo contrario, acho até que ajuda. Exemplo: Uma criança pode ter facilidades em gostar mais de animes ao ver pokemon dublado por exemplo do que legendado. Eu mesmo prefiro legendado, mas não significa que desdenho a dublagem. Acho até que devemos valorizar o trabalho.

    Obs: Vi alguns episódios de Nanatsu dublado, curti a dublagem mas prefiro assistir legendado. Não diminuiu a experiência de maneira alguma.

    ResponderExcluir
  5. Sobre a dicotomia Dublado / Legendado. Nem um, nem outro, o ideal mesmo é assistir sem legendas, no idioma original. Entretanto, mesmo que pessoa domine o português, inglês e espanhol, existem bons filmes e séries de outros países e fatalmente precisará recorrer aos dublados ou legendados.

    Prefiro legendado por conta da atuação e sincronia labial. Mas é inegável que, nos legendados, deixamos de prestar atenção em detalhes que acontecem na tela. Tanto que, na época do VHS, costuma alugar o filme e assistir 2 ou três vezes antes de entregar.

    Quanto as pessoas serem chamadas de "burras" por preferirem filmes dublados, lembro da declaração de um brasileiro que morava na Alemanha e dizia não gostar de filmes legendados. Daí perguntei: "E no cinema, como você faz?". Ele respondeu: "Vejo dublado, em alemão". Isso mudou bastante o meu conceito e me fez ver que, nem sempre, se trata de preguiça ou dificuldade de ler. E, convenhamos, cinema não é uma mídia feita com este propósito de leitura, apenas em certos detalhes.

    ResponderExcluir