Search

domingo, 3 de julho de 2016

Resenha: "Marcella" exagera nos problemas da protagonista


Não é novidade que os dramas policiais estão cheios de heróis problemáticos, a lista dessa semana pode comprovar. Mas poucos policiais da ficção são tão psicologicamente bagunçados quanto Marcella, a personagem principal da série da ITV britânica que chegou à Netflix na sexta.

Em "Marcella", a ex-policial Marcella Backland (Anna Friel) é abandonada pelo marido e volta a trabalhar na polícia, investigando em um caso a que se dedicou há anos, antes da aposentadoria temporária. Um serial killer está à solta, com método idêntico ao do passado, mas o novo chefe de Marcella tem ideias muito diferentes das dela sobre os rumos da investigação.

Marcella tem que lidar também com o caso do marido com uma colega de trabalho e todo o desconforto que a situação causa. Pra piorar, ela tem ataques de fúria aliados a lapsos de memória em que o espectador, assim como a protagonista, ficam sem saber o que aconteceu. Assistindo à "Marcella", nos perguntamos se ela mesma foi responsável por alguma atrocidade e se vai ser enquadrada por isso.

O melhor da série é esse lado sombrio de Marcella, que intriga tanto quanto a história principal, mas o programa também tem seus defeitos. Muitos dos personagens coadjuvantes são simples demais, planos. Além disso, diferentemente de "River" ou "Luther", com protagonistas também problemáticos, Marcella não desperta simpatia. Anna Friel não é má atriz, mas a personalidade da personagem principal é muitas vezes simplesmente detestável.

Parece ser difícil escrever um personagem cheio de defeitos e que ainda assim seja carismático, como o médico House ou o próprio John River, mas no caso de "Marcella" os criadores parecem ter se excedido. A falta de amigos ou de pessoas de confiança para a protagonista é sufocante. Marcella está sempre sozinha, mentindo para todos, e nem em sua memória ela pode acreditar.

A história é bem detalhada, talvez até com um nível de detalhes excessivo. O espectador pode se perder um pouco na trama, tamanha a quantidade de desenrolamentos concorrentes e reviravoltas. Como frequentemente acontece quando existem muitas sub-tramas da história principal, algumas terminam sem solução, o que frustra o observador mais atento.

O programa pode agradar a fãs do gênero, mas não chega a ser recomendável para espectadores casuais. "Marcella" tem suas virtudes, mas exagerou demais nos tons para ser considerada uma boa série.

13 comentários :

  1. Muito batido o tema, não é? A última que assisti foi River (que é ótima) e vai ficar sendo a minha última sobre esse tema por um bom tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Pablo, é um tanto difícil inovar nessa temática.... séries demais por tempo demais.

      Excluir
  2. Em alguns momentos senti a série parecido demais com The Killing, a protagonista sempre de casacão e cabelos bagunçados, sem amigos a quem recorrer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas em The Killing ela tinha a madrinha que ajudava com o filho e, é claro, o Holder :)

      Excluir
    2. Verdade,logo no primeiro episódio percebi a semelhança nas personagens

      Excluir
  3. Achei parecido com the killing mas somente em alguns detalhes, gostei bastante, apesar de ficar sem algumas respostas...espero que tenha uma segunda temporada, para esclarecer e até melhorar e desenvolver alguns personagens de forma mais eficaz.

    ResponderExcluir
  4. Gostei bastante. Aguardando ansiosa a segunda temporada.

    ResponderExcluir
  5. Roteiro tem problemas. O marido dela é uma piada, pessimo ator, com falas ridículas. Resisti até o 4o mas chega

    ResponderExcluir
  6. Roteiro tem problemas. O marido dela é uma piada, pessimo ator, com falas ridículas. Resisti até o 4o mas chega

    ResponderExcluir
  7. Achei a série excelente, é uma das minhas queridinhas já, como qualquer outra não é perfeita, mas de fato, concordo com Marcus, não acho o marido dela um bom ator e o final da primeira temporada foi bem cortado, acostumei com o ritmo da série bem detalhista, e o final foi bem objetivo, acho que poderiam ter prolongado mais por isso... Todavia eu estou esperando ansiosamente pela segunda temporada =)

    ResponderExcluir
  8. Eu amei a série pra mim foi umas das melhores que já vi da natflix, sem defeito nenhum, season 1 completamente espetacular, adorei saber o vilão e o final. Quero segunda temporada se começa com ritmo da primeira vai arrasar!

    ResponderExcluir
  9. Muito ruim, parece novela mexicana, todo mundo se conhece, todo mundo tem algum problema sério e no final ainda vários pontos ficam sem resposta, fora a falta de empatia dos personagens, um casal recém desfeito, mas que parece que nem se conheciam. Comecei a desistir no 3º episódio, mas fui até o final esperando que melhorasse, piorou. Espero sinceramente que não façam mais nenhuma temporada, pois não vale o espaço que ocupa nos servidores.

    ResponderExcluir
  10. É só mais uma entre outras mil...

    ResponderExcluir