Search

domingo, 17 de julho de 2016

Resenha: "Rebirth" frustra o espectador com mesmice


"Rebirth", filme original Netflix do diretor Karl Mueller que estreou na sexta (15), traz um americano de vida mediana sendo levado a participar de um retiro espiritual de final de semana, onde questiona sua rotina pacata. O filme é sucessor temático dos sucessos de David Fincher "Vidas em Jogo" e "Clube da Luta", mas não inova o gênero.

Em "Rebirth", Fran Kranz vive Kyle, gerente de mídias sociais de um banco - o que pode ser considerada uma das profissões mais vazias que existem. Em uma tarde de trabalho Kyle encontra Zack (Adam Goldberg), um amigo de infância empolgado com o que chama de "Rebirth", um retiro espiritual que objetiva construir uma nova vida para os participantes. Logo de cara parece que há algo de estranho pra quem tem mais de dois neurônios, já que o retiro é descrito com muitas expressões elogiosas e vagas. Kyle ingenuamente vai ao Rebirth, e então descobre que o retiro é uma espécie de culto com atividades questionáveis.

"Vidas em Jogo" tem uma trama parecida, falando de ricaços entediados com a rotina procurando fazer da própria vida um jogo com picos de adrenalina. "Clube da Luta" se voltou mais ao aspecto da comunidade formada pelos participantes do culto e à crítica ao "sistema" que trata as pessoas como zumbis. O filme do diretor Karl Mueller mescla ideias dos dois, mas não vai fundo em nenhum aspecto.

Mueller não parece se importar em esconder as referências - até mesmo uma listinha de regras é anunciada no início do retiro (The first rule of Rebirth is...). Há também a consciência da hipocrisia que reside em criticar uma lavagem cerebral (do sistema capitalista) com outra lavagem cerebral (do culto), e nisso o filme acerta. O problema é que desde o início "Rebirth" promete ao espectador reviravoltas e surpresas, além de verdades duras jogadas na cara, e no final só entrega frustração. A maior surpresa de "Rebirth" é que era isso aí mesmo, não havia surpresa nenhuma.

Se você não assistiu a "Vidas em Jogo", filme de 1997 com um David Fincher vigoroso, eu o escolheria antes de "Rebirth". E se já assistiu, tente dar uma volta na rua, viver a vida. Com certeza você vai se se sentir melhor do que se ver mais um filme questionando nossa vontade de ficar em casa assistindo TV de vez em quando.

Por André Taffarello

56 comentários :

  1. Respostas
    1. Cara o filme n eh de td ruim, a ideia inicial eh boa mas o desenrolar da história tbm n me agradou. Ao invés de apenas criticar levianamente leve em consideração que este eh um filme de baixo orçamento, bancado pela netflix, se as criticas forem construtivas podemos ter filmes com uma qualidade melhor afinal nos somos os expectadores!!!

      Excluir
    2. Que p?..de filme e esse ñ entendi nada poxa sacanagem

      Excluir
    3. Que p?..de filme e esse ñ entendi nada poxa sacanagem

      Excluir
  2. Hahaha o final é frustrante demais, você fica com cara de "1:40 de vida pra isso???"

    ResponderExcluir
  3. Que porrraaa de filme ruin do caralho oooo....

    ResponderExcluir
  4. Esse filme é tão ruim, que todos vieram aqui procurar uma resposta para esse final ridículo do filme. Poxa, que filme podre. Realmente, perdi 1:40 da minha vida assistindo issol.

    ResponderExcluir
  5. Que porrraaa de filme ruin do caralho oooo....

    ResponderExcluir
  6. Sem palavras, lixo. Sem explicação esse final

    ResponderExcluir
  7. Eu achei um bom filme, principalmente se você entender um pouco de como funcionam as seitas modernas. Não é uma crítica ao nosso modo de vida, é uma crítica voltada para as seitas - principalmente a cientologia. O trecho final é ótimo, claramente inspirado no doido do Tom Cruise.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, a galera que está criticando parece que estava esperando alguém se revoltando contra o sistema, porém, o papel do filme é criticar o sistema por dentro, e não por fora.

      Excluir
  8. quem achou o filme ruim não entendeu que é uma crítica às empresas de "pirâmides" como herbalife e hinode

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei exatamente a mesma coisa!!!

      Excluir
    2. Pensei na Herbalife tb..mas só me caiu a ficha no final do filme.

      Excluir
    3. FALOU TUDO. O FINAL FICOU BEM CLARO. EXCELENTE O FILME.

      Excluir
    4. Também pensei isso, mas mesmo assim não deixa de ser um LIXO. Levou uma estrela.

      Excluir
  9. Exatamente. Eu vi muito dessas marcas e como agem. A lavagem cerebral e como te tiram tudo em nome de uma falsa realização. Deu vontade de matar cada vendedora de Mary kay que conheço

    ResponderExcluir
  10. eu achei otimo filme, inovar é uma palavra muito forte para se usar em filme

    ResponderExcluir
  11. E uma critica e tal... concordo. Mas um documentario atenderia melor a isso. Como filme eu o classificaria como maior tarja preta da porra.

    ResponderExcluir
  12. Eu só queria entender o final. Só isso! Se o que o filme quis dizer, sobre empresas, pirâmidestudo... bem, mas que final escroto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, volta la e assistir de novo o final depois você me conta se ficou claro. O personagem não tem escapatória ele tem que entra nessa seita porque sua vida esta em jogo (Olha a parte das fotos que aquele rapaz coloca na casa dele, olha a parte que ele oferece o suco para a filha do personagem principal). E quando o personagem principal entra de vez ele sabe que esta ganhado muito dinheiro e esta em uma zona de conforto e então permanece no jogo.

      Excluir
  13. Quem estiver vindo aqui sondar sobre o filme, aqui vai uma dica: Não assistam, vão perder o tempo de vocês. Meu irmão foi quem deu a melhor definição até agora pro filme: fsltou dinheiro para terminá-lo Kkkkk

    ResponderExcluir
  14. O filme é tão ruim quanto essa " resenha " então .... Porque o filme não é apenas ruim por não inovar , e tá beeeeeeem longe de ter o que se comprar com Clube da Luta

    ResponderExcluir
  15. O filme é uma crítica sobre os métodos e filosofias das organizações de Pirâmide, ao menos achei engraçado se compararmos com as pessoas que participam destas organizações, elas não param de falar e de te tentar te convencer.

    ResponderExcluir
  16. Assim que o filme terminou eu entendi claramente que trata-se de uma crítica à lavagem cerebral que essas pirâmides disfarçadas de Marketing Multi Nível fazem na cabeça das pessoas.

    Recorri à internet só pra constatar que não fui o único a ter essa percepção e fiquei feliz por ver que não.

    De fato, a tensão durante quase todo o filme faz com que nossas expectativas acerca do final sejam elevadas, porém entendi que o propósito do diretor foi justamente de demonstrar o que se passa na cabeça de uma pessoa quando vislumbra esses MMN's da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Jônatas. Converso para você ao ver esse filme que me deixou um pouco com medo e muito pensativo a respeito, por dizer que o ser humano e capaz de tudo por dinheiro, ate distorce a mente de uma pessoa.

      Excluir
    2. Isso mesmo Jônatas. Converso para você ao ver esse filme que me deixou um pouco com medo e muito pensativo a respeito, por dizer que o ser humano e capaz de tudo por dinheiro, ate distorce a mente de uma pessoa.

      Excluir
    3. Perfeito Jonatas! Fui dormir pensando no filme. E eh assim q gosto q um filme aja em minha mente, q me deixe pensativa. E meu, q final. !! Coitado!!!

      Excluir
  17. O interessante é que se for parar pra pensar o tal do "REBIRTH" te tira de um sistema e te coloca e outro sistema, ou seja em ambos você não é livre! À diferença é que na vida real vc escolhe o que fazer no REBIRTH pelo filme você é obrigado a fazer aquilo e somente aquilo. A vida é o que vc faz dela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Ele foi obrigado, teve lavagem cerebral, e não teve escapatória!!! :O

      Excluir
  18. Quem fala que o filme eh um lixo eh pq nao entendeu a msg dele.
    Uma crítica mto, mas mto bem feita as herbalifes, telexfree, hinode e qualquer tipo de marketing multi nível (MMN).
    Só quem já foi numa dessas reuniões de herbalife pra saber que eh EXATAMENTE aquilo que passou no filme que acontece.
    Filme diferente dos normais que estamos acostumados a ver, concordo que seria mais um documentário, mas a idéia foi sensacional.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Estranho o final, fica aquela dúvida ele realmente se entregou ou foi forçado a fazer tudo isso por está sendo chantagiado. Falam que ele é livre para sair, negativo ele está preso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ele ñ pode e nem nunca vai poder...

      Excluir
  21. Ruim demais! Detestei! E aquele final? E todas aquelas mudanças na casa dele? E aquela falsa proposta de que ele pode sair a hora que quiser? Lixo! Perdi meu tempo!

    ResponderExcluir
  22. Eu axo não eu tenho certeza , que essa porra desse diretor desse filme é loco, porém eu entendi e endentifiquei muitas entidades que fazem essa porra toda .

    ResponderExcluir
  23. Filme faz crítica não só ao Marketing Multi Nível mas sim a várias formas de GOLPES que estão maquiadas com nome de Marketing de conteúdo ou Marketing Digital, tomem cuidado quando ouvirem essas termologias que ocorrem principalmente aqui na internet. A onda do momento são esses seminários de imersão ou Webnários que já estão tão ricos de enganar e forçar o enganado a enganar outro que quando entro no facebook, youtube, etc.. só vejo propaganda desse povo com esse golpe novo, que diz que vai te ensinar a ficar rico montando seu próprio negócio, vendendo suas ideias, te "pescam" através de brindes ou vídeos, e-mails consecutivos que dizem no final que se você quiser, pode parar de recebe-los a qualquer momento para lhe dar uma falsa sensação de segurança...

    ResponderExcluir
  24. ...coisa que é mentira pois depois que obtêm seu e-mail através de uma troca por um e-book ou para poder participar em uma palestra on-line gratuitamente, eles o colocam na lista de interessados sobre tal assunto e se você pedir para te pararem de mandar e-mail´s, eles vendem ou trocam seu e-mail com outros golpistas do mesmo ramo, que vão aparecer do nada no seu e-mail, no seu Feed de notícias do Facebook, em propagandas aleatórias quando navega na internet, quando entra no youtube, etc... é uma grande máfia que usa as redes sociais para fazerem parte da lavagem cerebral, pagando a elas muito dinheiro para divulgar seu "seminário" exatamente para pessoas que já buscaram saber sobre o assunto no Google, Facebook, etc... o pior que as redes sociais são coniventes com o golpe e ajudam a faze-los quando entregam ou melhor direcionam o rastro ou o histórico de suas buscas a esse golpistas, fazendo sempre aparece uma "sacada" legal através de um vídeo novo a cada dia, para te prender à segui-los, a conhecer tal "projeto" até que um dia você paga os 500 reais para fazer um curso on-line um Webnário (seminário na web) e logo depois vc acaba obrigado a vender esses cursos com seu nome estampado, com produtos diferentes, com ideias que você é estimulado a criar através do que você trabalha, ou através de seus dons ou algo que saiba fazer que seja rentável, sempre levando para o mesmo final, ganhar dinheiro fácil pela internet... o próximo passo são os fins de semana de imersão, que realmente acontecem igual ao filme... só que nesses casos você já faz parte do sistema e vende um ingresso através do seu site, facebook etc para essa máfia de líderes ou mentores que te pescaram... e eles te dão uma boa comissão se conseguir vender, geralmente 50% e te ensinam como vender os cursos de imersão de fins de semana por até 10,000 reais... e o pior que conseguem encher teatros e e salas renomadas do brasil com palestrantes famosos que já são parte da máfia e vendem tb seus "seminários" ou que apenas cobram um bom dinheiro para ser coniventes com esse golpe e fazer convencer o público "feto" como diz no filme. Neste caso quem entra nessa corre o risco de perder muito dinheiro e ate ser preso quando essa nova modalidade de pirâmide ou simplesmente esse golpe for desmantelado... já em outros o risco a saúde é real dependendo de onde você se mete, pois a lavagem cerebral pode ser tão ameaçadora quanto no filme, esse golpe novo abre as portas para pessoas de má fé que por exemplo trabalham com hipinose, a venderem esse Workshop`s de até uma semana onde acredito que pode rolar coisas assustadoras como lá no filme...

    ResponderExcluir
  25. Não perdi 1:40 assistindo o filme e nem esse tempo todo que usei para ALERTAR TODOS vocês, porque eu mesmo como psicólogo só entendi toda trama do golpe assim como o diretor do filme entendeu, por que cheguei por curiosidade a assistir alguns desses seminários gratuitos pela web, que duram uma semana, sempre com material que realmente atrai os despreparados e também um grande número de pessoas desesperadas por dinheiro fácil ou pobres coitados sem opção em o que trabalhar nesse momento de crise, são enganados e levados ao erro de comprar um produto imaginário, virtual, que na verdade é apenas as informações de como roubar e enganar outras a sua maneira.
    Depois de ver esse filme, ter estudado um pouco sobre esses novos golpistas palestrantes virtuais, deu até vontade de pagar a um deles, só para depois fazer uma denúncia no Ministério Público e entrar com um processo bem gordo contra esses mais famosos que tem na net, como Érico Rocha, Felipe Pecine e um outro Felipe não sei de que, que saiu ate na globo, nas pequenas empresas grandes negócios, como um Empreendedor Digital de sucesso(ate a mídia mais famosa esta conivente ou cega) esnobando suas viagem, carros, e até números exorbitantes em dinheiro do que conseguiu com tal " Campanha"(golpe).

    O filme serve para abrir os olhos de todos, apesar de ser meio forçado e sem nexo em algumas partes, mostra a realidade do que os novos palestrantes golpistas virtuais estão fazendo.

    Fica o ALERTA pessoal... não deem seus e-mail´s em troca de e-book´s ou porque tem um cara que posta um vídeo "legal" com várias "sacadas" 3 vezes por semana e promete te mandar-los. Isso é parte do processo de lavagem cerebral... eles chamam os interessados de Leads que segundo a Wikipédia é um termo de marketing usado, muitas vezes, em marketing de conteúdo, para descrever o registro de cadastro de pessoas e empresas interessadas em um determinado produto ou serviço.
    Leads - https://pt.wikipedia.org/wiki/Geração_de_lides)

    Coclusão: se virar um Lead eles nuncam te deixam em paz, e se vc for inocente ou estiver buscando trabalho... vai ser enganado... se vc for um cara com 500 reais sobrando e muita desonestidade, vai correndo procurar saber como entrar no esquema.

    Fica minha indignação e denuncia a o novo Marketing Ladrão, a esses Golpistas, a essa máfia com as redes socias e a conivência e cegueira da mídia em geral que divulgam com a maior cara de pau esse absurdo.

    Farley Pyter
    24/07/2016

    ResponderExcluir
  26. Vocês não entendeream nada. Go ahead zoobieland.

    ResponderExcluir
  27. Gostei do filme! Mas não assistiria novamente.

    ResponderExcluir
  28. Achei o filme brilhante, uma vez que trata de temas relevantes. Não me causa estranheza a grande maioria achar o filme ruim ou frustrante, pois demanda interpretação e senso crítico. Na minha opnião, o Netflix conseguiu passar a mensagem que queria, pelo menos pra mim.

    ResponderExcluir
  29. Filme sem graça,pensei que ia acontece alguma coisa bem da hora e BUMMM nada de mais.

    ResponderExcluir
  30. Fica clara a falsa senseção de liberdade que eles querem passar. A todo tempo dizem que ele é livre pra sair, mas na verdade colocam um monte de obstáculos pro Kylie sair. Gostei do filme.

    ResponderExcluir
  31. Fica clara a falsa senseção de liberdade que eles querem passar. A todo tempo dizem que ele é livre pra sair, mas na verdade colocam um monte de obstáculos pro Kylie sair. Gostei do filme.

    ResponderExcluir
  32. Primeiramente parabéns a Netflix. Um tema corajoso e um filme instrutivo. O filme trata do perigos de seitas como a cientologia. Dá para ver também a presença de marketing multinível (produtos) e sua manipulação sobre o povo.

    Por fim, a sempre perigosa ideia única.

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir