Search

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Grupo pede boicote à Netflix por série supostamente racista


A série "Cara Gente Branca", em produção pela Netflix, está sob fogo cruzado. A série está sob críticas por ser supostamente racista contra brancos por vários usuários no twitter.


"Cara Gente Branca" já apareceu aqui no blog quando houve rumores de que o ator principal de  "Todo mundo odeia o Chris" iria participar da série. A produção da Netflix é uma continuação do filme de mesmo nome, sucesso no circuito independente americano em 2014 que ainda não chegou ao Brasil. A história da série irá contar o dia a dia de quatro estudantes negros em uma faculdade majoritariamente branca.

No filme, os quatro estudantes resolvem fazer uma manifestação depois que alunos brancos resolvem dar uma festa temática sobre a cultura negra. O filme é visto como uma crítica feroz ao racismo e, ao mesmo tempo, ao pensamento politicamente correto universitário.

Sinceramente não consigo vislumbrar o motivo de cancelara assinatura por causa do trailer da série. Confiram, em inglês:


No trailer, a garota faz uma lista de fantasias aceitáveis para brancos no Helloween, tais como "pirata" e "os primeiros 43 presidentes" (em referência a Obama, o 44º). Na lista de fantasias inaceitáveis, ela diz "eu", em referência a pessoas brancas se fantasiando de negros no feriado norte americano.

Nos EUA o chamado blackface (pessoas brancas se pintando como se fossem negros) tem uma carga muito pesada e é quase impossível escapar da polêmica. Mas independentemente da opinião sobre o trailer, cancelar a assinatura por causa dessa série me parece totalmente fora de proporção.

16 comentários :

  1. Bom, se vier mesmo a serie eu vou ver e avaliar, oque é besta as pessoas cancelar a assinatura, mas acho sim que vai ser uma serie falando mal dos brancos

    ResponderExcluir
  2. O politicamente correto é um porre, acaba com a liberdade de opniao, imagina fazer filmes so com temas e pensamentos que te agradam, esse seculo 21 ta um saco, se nao gosta do filme nao veja se quer cancelar cancela nao fica de mimimi, quem viveu na ditadura como eu sabe como era ruim assistir um filme todo cortado isso quando permitiam passar, parece que estamos em um nova ditadura a ditadura do politicamente correto so vale o que eu gosto

    ResponderExcluir
  3. Eu sou negro, o que tenho a dizer e que essa raça de *&**(*&& vão todos pra pqp. cambada de mane, não me representam..Afffff

    ResponderExcluir
  4. Ainda procurando o "racismo contra brancos" no trailer
    Sinal que a série ta podendo hein, fazer alguém cancelar a assinatura por causa de um trailer curto desse, vou assistir com certeza, estão é fazendo marketing de graça pra série com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que as pessoas que cancelaram já assistiram ao filme que inspirou a série e conhecem o diretor da série e suas passadas práticas de racismo contra os brancos (ele defende que brancos jamais poderiam sofrer racismo, pq para tal diretor Justin Simien, apenas os brancos seriam racistas). Boa assistida, só lembre-se que racismo é crime inafiançável e imprescritível, então se começar a seguir as ideias ridículas e neandertais do diretor, acho bom mantê-las apenas para você, sob pena de acabar na prisão. ;*

      Excluir
    2. Racismo contra brancos é racismo reverso, ou seja: não existe
      É apenas necessários ver o contexto histórico de tudo que os negros já sofreram para ver que o peso do tal chamado "racismo contra brancos" não é igual ao racismo contra negros. Afinal, a lei que poem racistas na prisão partiu de práticas ruins contra negros, não brancos.
      Eu respeito sua opinião se você pensa diferente, mas sugerir que eu vou seguir ideais e ir pra cadeia por assistir chega a ser absurdo. Enfim, bjs :*

      Excluir
    3. Racismo é racismo, é a expressão de soberania de uma etnia em relação a outra. Foda-se o contexto histórico. Eu não devo porra nenhuma para ninguém. Nunca escravizei um puto.

      Excluir
    4. Pois eu assisti o filme e nao tem nada de racista, pelo contrario, ele eh uma critica contra o racismo cometido pelos brancos nas universidades americanas e foi baseado em eventos reais.

      Nao existe racismo INSTITUCIONALIZADO contra brancos, pelo contrario, sao privilegiados pela sociedade.

      Excluir
    5. hahaha o cara quer pagar de inteligente e me vem com "brancos privilegiados",deve votar no PSOL.

      Excluir
    6. Cristhian: cara, como você é burro, hein?

      Excluir
  5. Todas as etnias já foram escravos e donos, inclusive os afrodescedentes.

    ResponderExcluir
  6. Eu sou...eu sou...uma baita mistura. Acho que o brasileiro já deveria ter superado isso a muito tempo, mas infelizmente o que nos sobra de variante em material genético, nos falta em tolerância e sabedoria. Vou assistir numa boa, mesmo tendo algum indicio de racismo, pra depois formar minha opinião.

    ResponderExcluir
  7. Estamos em tempos onde filmes como "As Branquelas" não poderia ser feito. Primeiro o caso da familia com o menino adotado,agora o caso da garota com o turbante e esse trailer tendencioso da Netflix. Não achei o trailer racista e sim mimizento de estagiario retardado.

    ResponderExcluir
  8. Se eu querer me fantasiar de algum ator negro que eu goste,por exemplo... Eddie Murphy serei considerado racista,porém se fantasiar de Trump,Lady Caga pode... Vejo hipocrisia nos comentários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristhian, que tal se informar um pouquinho sobre o racismo nos dias de hoje e estudar um pouco de história? Larga de preguicinha, meu amor, assim quem sabe você para de escrever bosta na internet ;)

      Excluir
  9. AGUARDANDO ANSIOSAMENTE ESSA SÉRIE, TAL COMO ESPERO AS SEASONS FINALE DE ORPHAN BLACK E THE LEFTOVERS!!!

    ResponderExcluir