Search

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Resenha: "Sonhos Imperiais", mais cinema independente na Netflix


Na sexta feira (03) estreou "Sonhos Imperiais", filme original Netflix estrelando John Boyega (o Finn de "Star Wars: O Despertar da Força"). Extremamente triste e focado nos personagens, o drama do diretor Malik Vitthal fez sucesso em vários festivais de cinema independente em 2015.

Texto sem spoilers

Em "Sonhos Imperiais" Boyega vive Bambi, um ex presidiário libertado recentemente tentando dar um rumo correto à sua vida. Ele tem que cuidar do filho Dayton, uma criança de cerca de seis anos, enquanto tenta arrumar um emprego e não ceder à tentação do caminho da criminalidade representado pelo tio Shrimp.

Diretores independentes gostam de filmes tristes, e pela descrição acima percebemos que "Sonhos Imperiais" não foge à regra. O filme não dá muita trégua ao espectador, e em alguns momentos você se sente assistindo à "Procura da Felicidade" (aquele com o Will Smith), mas sem a parte da felicidade. "Sonhos" também tem certa sintonia com outro original da Netflix, "Divinas", mas aqui temos um protagonista mais centrado e responsável.

Bambi está tentando ser escritor, e a beleza dos fragmentos de seus textos faz um contraponto de sensibilidade à realidade crua em que se encontra. Pequenos momentos de alegria (um passeio de cavalo, um banho) também são o único alívio à agonia constante da situação de Bambi e de seu filho.

A atuação de Boyega é incrível, e seu trabalho aumenta consideravelmente a qualidade do filme. O ator consegue interpretar bem um jovem que carrega muitos conflitos internos entre o que deseja de verdade, o caminho do crime e o desespero de sua condição. O diretor se aproveitou bastante do trabalho dos atores, fazendo uma filmagem simples com destaque para os personagens.

"Sonhos Imperiais" peca um pouco por ser consideravelmente arrastado e baseado em alguns clichés muito repetidos. Mesmo assim, se você gosta de um bom drama construído por personagens e diálogos, vai gostar do filme.

André Taffarello

6 comentários :

  1. Vocês podiam atualizar o menu "Originais Netflix" do topo da página. Fazem um ótimo trabalho e esse detalhe ia engrandecer ainda mais :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, estou trabalhando exatamente nisso no momento. Semana que vem já deve estar no ar :)

      Obrigado!

      Excluir
  2. O filme é emocionante mto bom porém, parece que ficou faltando algo no final, o fim do filme faltou continuação... Esse filme terá o 2?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janaina, nenhuma info a respeito, mas tenho certeza que não.

      Excluir
  3. Ótimo filme, mas como a Janaína falou, o final ficou parecendo em aberto para um segundo filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não colega, o diretor escolheu deixar o final aberto, para que o expectador diga pra si mesmo se bambi conseguiu ou não publicar seu livro.

      Excluir